6 melhores estratégias de marketing para microempreendedores

por | 22/11/2017 | marketing digital

Se você é um microempreendedor, já deve saber a importância do marketing para sua empresa. Com tantas opções disponíveis, muitas vezes, o lojista fica sem saber o que fazer para divulgar e aumentar seu negócio. Pensando nisso, preparamos este texto com as 6 melhores estratégias de marketing para microempreendedores. Confira.

1. Planejamento de marketing

Antes de iniciar qualquer ação de marketing, faça um planejamento. Defina seu objetivo e verifique quanto está disposto a investir (em tempo e dinheiro) para que essa estratégia alcance os resultados esperados.

Estabeleça quais ações e ferramentas serão utilizadas, quais conteúdos serão abordados em cada uma, o investimento disponível e o prazo para mensurar os primeiros resultados.

Além disso, todas as ferramentas precisam fazer parte da mesma estratégia — elas devem conversar entre si. Assim, o mesmo conteúdo oferecido na loja virtual precisa ser divulgado por e-mail e anunciado nas campanhas nas redes sociais e links patrocinados, por exemplo. Os conteúdos produzidos no blog devem ser pertinentes, fazendo um link com as outras estratégias.

Depois do planejamento, você pode colocar a mão na massa. Chegou o momento de partir para a criação e produção das estratégias e ferramentas definidas aqui. Vamos lá.

2. Loja virtual

Os lojistas que trabalham apenas com a loja física limitam suas possibilidades de crescimento por oferecer apenas um canal de vendas. Abrir franquias ou filiais em outras regiões, muitas vezes, não é viável, por isso algumas empresas optam por abrir uma loja virtual.

O e-commerce oferece diversas vantagens e pode ser uma estratégia positiva quando falamos de marketing para microempreendedores. Ao criar uma loja virtual, você transpõe as barreiras geográficas, podendo vender para qualquer região. Sem contar com o baixo investimento que essa modalidade demanda.

Além disso, na internet sua loja fica aberta 24 horas por dia e 7 dias por semana, aumentando, assim, suas chances de vendas. A conveniência conquistará muitos clientes, que poderão realizar suas compras de sua própria casa.

3. Redes sociais

Quando falamos de marketing para microempreendedores, não podemos deixar de lado as redes sociais. Atualmente, elas são fundamentais para o sucesso de qualquer negócio.

Se você ainda não tem, crie contas nas redes sociais, como Facebook, Linkedin, Twitter, Instagram, YouTube e outras que sejam interessantes para seu modelo de negócio. Mas, o mais importante é mantê-las atualizadas, criando conteúdo pertinente para seu público-alvo.

As redes sociais também servem como ferramenta de interação e aproximação com seu público, criando um canal por meio do qual ele possa conhecer mais a empresa. Além disso, é uma ótima oportunidade para atingir novos clientes. Através dos anúncios, por exemplo, você pode segmentar o público e direcionar as campanhas.

4. E-mail marketing

Apesar de algumas pessoas acharem que o e-mail já não serve como ferramenta de marketing, ele ainda é uma excelente opção. Com uma campanha bem planejada e focada nos interesses do seu público, essa ferramente pode trazer muitos resultados.

Busque profissionalizar seu e-mail marketing. Deixe as campanhas atrativas, planeje os títulos e utilize links pertinentes. Cuidado com a periodicidade. Muitas vezes, o envio consecutivo dos e-mails pode causar uma impressão ruim e fazer com que ele seja marcado como spam.

5. Links patrocinados

Os links patrocinados colocam rapidamente os conteúdos nas primeiras páginas do Google. Por isso, se quiser um resultado mais imediato em seu anúncio, invista em ferramentas como o AdWords.

Essa estratégia é muito utilizada quando o lojista quer divulgar um conteúdo novo ou uma campanha muito específica e pontual. Os resultados são rápidos, porém, essa é uma estratégia de curto prazo, que precisa ser trabalhada em paralelo com outras.

Um fator positivo e muito importante na estratégia de marketing para microempreendedores, é a possibilidade de controlar os custos. Com o AdWords, por exemplo, é possível monitorar os custos com os anúncios, garantindo, assim, que você invista apenas o valor estipulado no orçamento.

6. SEO e marketing de conteúdo

Como vimos, os links patrocinados são uma poderosa ferramenta de marketing, que trazem resultados rápidos. Porém, geralmente, representam uma estratégia de curto prazo. Se você não quiser ou não puder investir mensalmente nesse tipo de anúncio, precisa procurar outras ferramentas para divulgar sua marca.

A geração de conteúdo orgânico vem ganhando cada vez mais espaço e pode ser uma ótima solução. Isso porque, uma vez criado o conteúdo, ele começa a ser indexado nos mecanismos de busca e, depois de algum tempo, seu público poderá encontrá-lo através da busca orgânica, ou seja, sem investimento pago, de fato.

O único fator negativo desse tipo de estratégia é que os resultados costumam demorar um pouco mais para aparecer. Podemos dizer que essa modalidade garante resultados em médio e longo prazo. Entretanto, a partir do momento que eles começam a aparecer, você só tende a ganhar.

Você deve estar se perguntando como isso funciona na prática. Bom, é possível começar criando um blog para sua empresa. Nele, serão publicados conteúdos pertinentes aos seu modelo de negócio, mas que, ao mesmo tempo, estabeleçam uma ligação e provoquem o interesse do seu público-alvo.

Postando conteúdos interessantes, os clientes começam a respeitá-lo, e você vira autoridade no assunto. Dessa forma, quando eles precisarem comprar determinado produto, certamente lembrarão da sua marca. Além disso, usarão o seu blog como fonte de pesquisa e conhecimento sobre o assunto.

Além de conteúdos pertinentes, seu blog precisa de uma boa estratégia de SEO (Search Engine Optimization). Se você não sabe o que é isso, não se preocupe. SEO significa otimização para mecanismos de busca. Ou seja, sua função é, através das palavras-chave usadas no texto, deixar seu conteúdo bem ranqueado no Google.

Antes de criar seu conteúdo, faça um planejamento das palavras-chave. Veja quais são as mais buscadas e procure utilizá-las de forma sutil em seu site. Apesar de cumprir alguns requisitos, seu texto precisa fazer sentido para o leitor, logo, a técnica usada não pode transpor o conteúdo. Pesquise sobre Inbound Marketing — certamente será muito interessante para suas estratégias.

Agora que você conferiu as 6 melhores estratégias de marketing para microempreendedores, pode colocar a mão na massa e alavancar as vendas do seu negócio.

Se gostou dessas dicas, cadastre seu e-mail em nossa newsletter e receba outros conteúdos como este em primeira mão.

Aprenda a gerenciar as finanças do seu e-commerce

Aprenda a gerenciar as finanças do seu e-commerce

Gerenciar um negócio virtual, assim como um negócio físico, requer cuidados em uma série de atividades. Para ter sucesso, é fundamental que o empreendedor se atente ao atendimento, à qualidade dos produtos vendidos, aos prazos de entrega e,...

ler mais

LIGUE 47 3055-2655

Fale com um especialista

Ani

Chat direto clicando no ícone

Glaucia

Chat direto clicando no ícone

Rua Emmerich Ruysam, 214 – Sala 03- Vila Nova  – Jaraguá do Sul – SC
Todos os direitos Reservados ©2018

Rua Emmerich Ruysam, 214 – Sala 03 – Vila Nova  – Jaraguá do Sul – SC
Todos os direitos Reservados ©2018
Termos & Condições de Serviço

× Fale Conosco