Gestão de empresas: guia das melhores práticas para lojas virtuais

por | 25/06/2018 | artigos especiais

Nos últimos anos, o número de consumidores que realizaram compras pela internet aumentou consideravelmente, principalmente pelo crescimento da confiança nesse tipo de negócio. A cada dia que se passa, mais e mais lojas físicas abrem seus canais de vendas online e, em alguns casos, realizam a migração da loja física para a virtual.

Não podemos deixar de mencionar que esse tipo de negócio se assemelha a qualquer outro empreendimento, principalmente em termos de gestão de empresas. Várias práticas empregadas em empresas físicas ou em empresas de outro setor são perfeitamente aplicadas no e-commerce. Os resultados? Os melhores possíveis!

Você quer fazer com que seu negócio online dê certo? Quer ter um crescimento sustentável e que gere os lucros esperados? Então não deixe de ler este post! Escrevemos um guia das melhores práticas para lojas virtuais com base na gestão de empresas. Vamos lá?

Os benefícios de uma boa gestão de empresa para lojas virtuais

Em primeiro lugar, você sabe quais são os benefícios de uma gestão de empresa para lojas virtuais? Como destacamos, a gestão de uma loja virtual se assemelha à gestão de qualquer outro tipo de empreendimento. Entretanto, é preciso destacar que o setor de e-commerce brasileiro é um dos mais atrativos hoje em dia.

Ter uma loja virtual é uma das principais escolhas dos novos empreendedores, o que aumenta a concorrência nesse mercado e, consequentemente, a disputa por “um lugar ao sol”.

Assim sendo, as práticas de gestão de empresas podem ser vistas como um grande diferencial, permitindo ao empreendedor tomar as melhores atitudes no seu negócio. Peter Drucker, conhecido como o pai da administração, disse que “Se você não pode medir, não pode gerenciar”. Podemos acrescentar: se você não pode gerenciar, não pode melhorar. Pense nisso!

Gestão de empresas: 4 práticas de administração indispensáveis

O primeiro tema a ser abordado sobre a gestão de empresas em relação às lojas virtuais deve ser a administração. Saber administrar um negócio é fundamental, independentemente do seu ramo de atuação. Esperar as situações acontecerem para tomar as devidas providências está longe de ser a melhor alternativa.

Veja 4 práticas de administração indispensáveis para a gestão da sua loja virtual.

1. Observe seu mercado de atuação

Observar atentamente o seu mercado de atuação será de grande valia. Essa prática deve ser realizada antes do início das atividades do seu e-commerce.

Uma boa ideia é participar de eventos relevantes do setor. Assim, você sempre saberá quais são as práticas de sucesso realizadas por outras empresas, quais são as inovações, o que os principais clientes estão exigindo e muito mais. Com essa gama de informações na palma da sua mão a administração da loja virtual será mais fácil e eficiente.

2. Escolha bem seus fornecedores

Administrar uma loja virtual significa, entre outras coisas, gerenciar toda a cadeia de produção do negócio. A disponibilização dos produtos é uma das partes mais importantes. Então, é preciso contar com fornecedores que sejam verdadeiros parceiros da sua loja virtual.

É importante ressaltar que os melhores fornecedores são os que conseguem oferecer produtos com um alto índice de qualidade, que tenham um processo de entrega dentro do prazo combinado e com um preço justo. Assim, você evitará problemas com a falta de mercadorias na sua loja.

3. Invista em propagandas

Certamente você já ouviu dizer que “a propaganda é a alma do negócio”. Essa frase não está errada, principalmente para um negócio que começou do zero. É comum que os primeiros clientes sejam amigos, conhecidos, familiares e pessoas próximas do empreendedor.

Entretanto, é preciso encontrar formas de aumentar a abrangência do negócio, e a melhor maneira de fazê-lo é por meio de propagandas. Identifique o seu público-alvo e, a partir de então, use os principais conceitos de marketing digital para lojas virtuais.

4. Fique atento às fraudes

Aumentar o número de consumidores é essencial para alcançar melhores resultados. Contudo, é preciso prestar atenção em alguns pontos importantes. Como a internet é o meio de trabalho e de divulgação do seu negócio, podemos afirmar que a maioria dos clientes vai acessar a sua página por conta das divulgações realizadas.

Infelizmente, o mundo não está cheio apenas de boas pessoas. Indivíduos mal intencionados também entrarão na sua página e buscarão brechas para realizar compras fraudulentas.

O cancelamento de vendas é uma prática comum nesse tipo de mercado e é garantido por lei. Entretanto, muitas pessoas se aproveitam desse artifício para se beneficiarem ilegitimamente.

Como se proteger? Invista em políticas de segurança, escolha senhas fortes e opte pelo monitoramento de todas as compras. A escolha de uma plataforma online para ajudar a gerenciar o seu negócio virtual é essencial, visto que promove mais segurança e mais eficiência nos processos.

Gestão de empresas: 4 práticas para o atendimento em lojas virtuais

Apesar do contato com o cliente ser, em sua maioria, 100% online, o atendimento é essencial para o sucesso. Criar um relacionamento próximo ao consumidor, passando a ideia de parceria trará grandes benefícios, como a o marketing boca a boca e a fidelização de clientes.

1. Preste atenção nas opiniões dos seus clientes

As pessoas que prestam atenção e ouvem seus clientes, seja por meio de pesquisas de opinião ou de um espaço exclusivo — que pode ser no próprio site, por meio do WhatsApp ou de redes sociais — colhem inúmeros benefícios. Obviamente, torna-se possível a identificação dos principais pontos que precisam ser melhorados e o aumento da credibilidade do seu comércio online.

Receber e ler as críticas não é o suficiente. O ideal é respondê-las de uma maneira cordial e gentil, demonstrando competência para lidar com as adversidades que porventura possam prejudicar a experiência do usuário.

Infelizmente, os comentários negativos repercutem muito mais do que os positivos, prejudicando toda a gestão do negócio. Logo, lembre-se que não estar cara a cara com o cliente não evita que você tenha respostas ríspidas, mal-educadas e grosseiras.

2. Invista na experiência do usuário

A experiência do usuário é um dos principais responsáveis pela realização de vendas no comércio eletrônico. A facilidade de encontrar os produtos, a simplicidade nos processos de cadastro e o pagamento em lojas virtuais são alguns dos aspectos mais avaliados pelos consumidores.

Dessa forma, sempre que for realizar alguma inovação na sua plataforma, por exemplo, lembre-se de levar a experiência do usuário em consideração, quais serão os principais impactos e a receptividade do público em relação às mudanças realizadas.

A melhor alternativa possível é sempre focar na satisfação do cliente. Assim, todos os investimentos serão feitos para melhorar o processo de compra, tendo como resultado o aumento do número de vendas, a fidelização dos consumidores e o engajamento do público.

3. Tenha perfis nas redes sociais

Você deve estar pensando: “o que as redes sociais têm a ver com o atendimento ao cliente?” A resposta é simples: TUDO!

As principais redes sociais, como Instagram, Facebook e Twitter, representam um campo inimaginável de oportunidades. A maioria do público está presente nessas plataformas e, quando essas pessoas encontrarem a sua marca por lá, as interações podem render bons frutos.

Enviar alguns mimos para pessoas influentes, por exemplo, é uma prática recorrente. Os digital influencers mostrarão aos seus seguidores os produtos que você enviou, evidenciando as melhores qualidades de cada item. Assim, você estará fazendo uma ação de marketing de grande alcance a um baixo custo.

Entretanto, é preciso prestar atenção no comportamento dos consumidores. Quando as pessoas passam por experiências negativas, o primeiro lugar em que elas expõem suas insatisfações é nas redes sociais, nos canais de comunicação da empresa e em sites específicos, como o Reclame Aqui.

Portanto, procure ter um relacionamento o mais próximo possível dos clientes. O seu perfil nas redes sociais deve ser utilizado para um contato mais prático e humanizado, evitando mensagens genéricas, que são pouco eficientes.

4. Dê importância às imagens

As imagens também são fundamentais para o atendimento ao cliente. Juntamente à descrição do produto, elas são as principais fontes de informação que os consumidores podem encontrar sobre os produtos que desejam.

Muitas vezes, inclusive, as imagens se tornam responsáveis diretas pela efetivação ou não de algumas vendas. Levando isso em consideração, disponibilize as melhores imagens possíveis.

Tirar fotos com celular ou contar com pessoas que não são experientes nesse ramo pode não ser interessante. A melhor opção é contratar profissionais de fotografia, pois eles saberão explorar os melhores ângulos, terão conhecimento para interferir na luminosidade e em tantos outros aspectos. Certamente valerá a pena a escolha desse tipo de profissional.

Gestão de empresas: 4 práticas para melhorar a logística da loja virtual

Não existe loja virtual sem processo de logística, não é mesmo? A logística é um dos processos mais importantes e mais analisados pelos consumidores antes de realizarem uma compra. O custo do frete, o tempo de entrega e as opções de retirada são imprescindíveis para o êxito de um negócio online. Veja, a seguir, 5 práticas para melhorar a logística de loja virtual.

1. Controle seu estoque

O principal objetivo do controle de estoque é evitar que a empresa sofra com a falta de alguns produtos e/ou com o acúmulo de outros. Essa prática será útil para o controle financeiro do negócio e influenciará diretamente no espaço físico necessário para a gestão da loja virtual.

A melhor maneira para definir quais produtos não podem faltar e quais produtos necessitam de poucos exemplares se dá por uma análise minuciosa das vendas, identificando os exemplares que têm alta procura e aqueles que são preteridos pelos clientes.

Dessa maneira o seu negócio não perderá vendas e os consumidores sempre encontrarão o que precisam, todas as vezes que acessarem o seu site. A fidelização desses consumidores será uma boa consequência, não é mesmo?

2. Dê importância à embalagem

Muitos empreendedores digitais não dão a devida importância às embalagens, mas elas são tão importantes quanto o produto em si. Imagine que você realizou uma compra e o produto chegou ao endereço de entrega danificado por conta da embalagem. A insatisfação será imediata, certo?

É importante lembrar que se o produto chegar com algum dano por conta do processo de entrega, os custos relativos serão de responsabilidade do empreendedor. O prejuízo dessa situação será superior ao campo financeiro: o comprador ficará extremamente insatisfeito com tamanho descaso e certamente utilizará meios para expor sua indignação, prejudicando a imagem do seu negócio.

Por fim, mas não menos importante, não podemos deixar de evidenciar que muitas lojas virtuais se destacam por conta de uma embalagem criativa e inovadora. Ao receber produtos nesse tipo de embrulho, muitos clientes correm para as redes sociais para mostrar a novidade para seus amigos e seguidores. Obviamente, a sua marca receberá um destaque positivo. Lembre-se disso quando for escolher as embalagens a serem utilizadas.

3. Ofereça opções de frete

Outro ponto que a gestão de empresas pede atenção se dá pelo gerenciamento das opções de frete. Muitos negócios oferecem poucas alternativas, fazendo com que os consumidores se vejam obrigados a aceitar as condições ou abandonar o carrinho de compras, que é o que ocorre na maioria das vezes.

É preciso lembrar que poucas pessoas têm tempo para esperar por entregas. Logo, invista em transportadoras que disponibilizam a escolha de uma data fixa para a realização da entrega. Outra opção se dá pela retirada do produto na loja.

Também é preciso oferecer alternativas para aqueles consumidores que não podem retirar o produto na loja ou que não consideram essa opção vantajosa. Existem 3 opções que são mais comuns: entrega padrão (melhor custo-benefício), entrega expressa (o prazo é mais importante do que o custo) e entrega econômica (o custo é mais importante do que o prazo).

4. Não se esqueça da logística reversa

A logística reversa é uma atividade costumeira no comércio online por conta da quantidade de trocas e devoluções. É preciso lembrar que o primeiro contato que os clientes têm com os produtos se dá no recebimento. Assim, eles experimentam, verificam as cores e outras características.

Caso algo esteja em desacordo, eles podem solicitar a troca ou a devolução do produto. Os custos com esse trâmite são de responsabilidade do e-commerce. Assim, o planejamento da logística reversa é fundamental para o negócio.

Caso contrário, o lucro de algumas vendas pode ser perdido por conta de produtos devolvidos e trocas realizadas. Os empreendedores podem procurar maneiras para reduzir custos, aproveitando o fluxo de transporte de outras mercadorias, por exemplo.

É válido ressaltar que um processo de logística reversa eficiente será extremamente bem-visto pelo mercado, melhorando a imagem da sua empresa e aumentando os níveis de satisfação e de fidelização de clientes.

Gestão de empresas: 3 práticas para a gestão financeira

Assim como qualquer outro tipo de negócio, a gestão financeira é extremamente importante para uma loja virtual. As principais ações tomadas na gestão de empresas também podem ser empregadas no e-commerce. Abaixo, listamos 3 práticas para a gestão financeira. Acompanhe!

1. Controle as finanças

Por melhor que o seu produto seja ou por mais que o público goste das opções oferecidas, isso não significa que você terá uma loja virtual de sucesso. É preciso controlar as finanças, gerenciar o fluxo de caixa e ter ciência de tudo (sem exceção) que entra e tudo que sai da conta bancária do seu negócio.

Nesse momento, lembre-se de todos os custos do seu negócio, como o pagamento dos colaboradores, o custo de energia elétrica, água e internet, o pagamento de impostos e até mesmo os custos com o marketing.

Existem algumas práticas comuns de um grande número de empreendedores, que são extremamente prejudiciais para a gestão financeira. Sendo assim, evite ao máximo realizá-las:

  • jamais misture sua conta pessoal com a conta empresarial. A melhor alternativa é abrir uma conta corporativa, exclusivamente para a gestão do seu negócio;
  • estipule um pró-labore que esteja de acordo com as suas necessidades, evitando tirar dinheiro do caixa indiscriminadamente;
  • pague as contas em dia, evitando a incidência de juros. Lembre-se: os juros podem representar a diferença entre um caixa negativo e um caixa positivo.

2. Busque sempre o crescimento financeiro

Uma das melhores ações em termos de gestão financeira é buscar, incessantemente, o crescimento financeiro. Para isso, defina uma meta de faturamento. A partir de então, faça os investimentos necessários, analise o comportamento dos seus concorrentes e se prepare o máximo possível.

A melhor maneira para averiguar o crescimento financeiro se dá por uma análise criteriosa da performance da loja virtual. Defina alguns indicadores de desempenho, escolhendo aqueles que sejam mais importantes para o seu negócio.

Procure optar por questões que ainda não foram completamente controladas e que estejam abaixo do ideal. Pontos como a taxa de conversão em vendas, o retorno sobre o investimento (ROI) e o resultado de campanhas pagas devem ser analisados.

3. Controle os gastos

Uma prática muito comum na gestão empresarial — por meio de uma gestão financeira eficiente — é o controle de gastos. Empresas que têm um fluxo de caixa completo e organizado se tornam capazes de identificar gastos desnecessários e reduzir despesas que estão extrapolando o limite.

A máxima “quanto mais se gasta, mais se vende” não faz mais sentido. A austeridade nos gastos, a escolha de investimentos corretos e um controle apropriado do fluxo de caixa são situações suficientes para prover resultados financeiros excelentes.

Gestão de empresas: 3 práticas para otimizar as vendas

Qual é a principal vantagem de realizar compras online? Certamente algumas palavras aparecerem na sua mente ao ler essa pergunta, não foi? Itens como praticidade, rapidez, comodidade, várias opções em um mesmo lugar, entre outros.

Mas o que isso tem a ver com as melhores práticas para lojas virtuais? Bom, todas essas palavras podem ser resumidas em apenas uma, essencial para qualquer comércio que tem a internet como meio de desenvolvimento: otimização. Então, veja 3 práticas para otimizar suas vendas.

1. Preste atenção no seu site

O site é a porta de entrada dos seus clientes, pois é o primeiro contato que a maioria terá com seus produtos. Por meio dele a jornada de compras será finalizada e o seu negócio se tornará rentável.

Em outras palavras, é preciso contar com um site responsivo, otimizado e que ofereça uma boa experiência ao usuário. Assim, todos terão facilidade de encontrar seus produtos, escolher o melhor meio de pagamento, definir a forma de entrega e finalizar a compra.

2. Aposte na automatização

Várias formas de controle que mencionamos ao longo deste artigo podem ser otimizadas por meio de sistemas ERP, CRMs e outros softwares — o controle de estoque, a gestão financeira, as ações de marketing de conteúdo, as vendas e as formas de pagamento e tantas outras atividades.

A automatização será fundamental para melhorar o controle administrativo e a gestão de empresas. O processo de relacionamento com o cliente também será beneficiado, possibilitando a criação de uma parceria e aumentando o número de clientes fiéis ao seu negócio.

A automatização das atividades também será responsável pela redução de custos, evitando a necessidade de trabalhos manuais e, muitas vezes, eliminando erros (que exigiriam retrabalhos). Assim, os colaboradores terão mais tempo para focar no que realmente importa, deixando questões secundárias de lado.

3. Busque a integração

A integração é essencial para a otimização do seu e-commerce. Ela é a principal responsável pela gestão da comunicação, permitindo que todos os setores tenham ciência do andamento de cada pedido, tomando as ações necessárias para que esses cumpram um curso natural de andamento.

O processo natural seria: o consumidor percorre toda a jornada de compras até efetivar o pedido, que deve ser enviado automaticamente para as áreas responsáveis. Cada uma das áreas (setor financeiro, estoque, contabilidade, embalagem, entrega e outras) desempenha suas funções e envia o produto para a postagem.

A partir de agora a responsabilidade é da transportadora, que deve tomar as ações necessárias para que o produto chegue no tempo correto ao endereço de entrega informado pelo cliente.

O processo é bem simples, certo? A simplicidade é evidenciada pela integração. Se a sua loja virtual não contar com esse tipo de tecnologia, cada uma das etapas citadas terá que ser realizada de forma manual, aumentando a chance de erros. Como consequência, a possibilidade de insatisfação do cliente também aumenta, podendo ocasionar prejuízos incalculáveis para o empreendimento, como já evidenciado.

Administrar um negócio, independentemente do seu ramo de atuação, não é nada fácil. Negócios virtuais dão a impressão de serem mais fáceis, mas como demonstrado ao longo deste artigo, não o são.

Os níveis de dificuldades encontrados serão os mesmos de outros negócios, fazendo com que o empreendedor tenha muita dedicação, força de vontade e resiliência para que o sucesso seja alcançado.

Buscamos listar as melhores práticas para lojas virtuais. Cada um dos pontos destacados é essencial para a gestão do negócio, mas é preciso ressaltar que a realização dessas estratégias de forma isolada não será tão eficaz assim.

É preciso avaliar o negócio como um todo, tomando ações que visam atingir, melhorar e modernizar todas as áreas da sua loja virtual. O mundo contemporâneo não aceita mais negócios desorganizados e que não estejam integrados. Pense nisso e escolha as melhores práticas para aplicar na sua loja virtual!

Gostou de saber um pouco mais sobre a gestão de empresas? O que achou das informações que destacamos? Foram positivas? Então assine a nossa newsletter e fique por dentro de outros conteúdos como este!

Aprenda a gerenciar as finanças do seu e-commerce

Aprenda a gerenciar as finanças do seu e-commerce

Gerenciar um negócio virtual, assim como um negócio físico, requer cuidados em uma série de atividades. Para ter sucesso, é fundamental que o empreendedor se atente ao atendimento, à qualidade dos produtos vendidos, aos prazos de entrega e,...

LIGUE 47 3055-2655

Fale com um especialista

icone whatsapp ani

Ani

Chat direto clicando no ícone

icone whatsapp Glaucia

Glaucia

Chat direto clicando no ícone

site-seguro
plataforma-workconnection
google-safe-browsing

Rua Emmerich Ruysam, 214 – Sala 03- Vila Nova  – Jaraguá do Sul – SC
Todos os direitos Reservados ©2018

site-seguro
plataforma-workconnection
google-safe-browsing

Rua Emmerich Ruysam, 214 – Sala 03 – Vila Nova  – Jaraguá do Sul – SC
Todos os direitos Reservados ©2018
Termos & Condições de Serviço

× Fale Conosco