Influenciadores digitais: o que são e como usar essa estratégia?

por | 07/01/2019 | marketing digital

Você com certeza já os viu no Instagram, Facebook, YouTube e outras redes sociais. As famosas blogueiras, youtubers, musers, personagens fictícios, igs da moda ou, para resumir, os influenciadores digitais. Pessoas que, pelos mais diversos motivos, tornaram-se favoritas do público e usam suas plataformas de mídia para promover ideias e, por que não, produtos e serviços que gostam.

Falam sobre os mais variados temas: moda, jogos, política, ciências, responsabilidade social, literatura, aconselhamento de vida, por exemplo. Algumas, são pessoas comuns que tiveram uma boa ideia, outras, celebridades que usam suas redes sociais para cativar mais o público. Em comum, todas produzem conteúdo com o objetivo de atingir um determinado grupo.

Independente de suas abordagens e da forma que usam seus perfis online, uma coisa é certa: elas têm a capacidade de influenciar nas decisões daqueles que as seguem. Por isso, cabe ao empreendedor encontrar o influenciador digital certo e traçar uma estratégia para fazê-lo contribuir no crescimento de suas vendas no e-commerce e aumentar os canais de comunicação de sua marca com o público.

Portanto, vamos entender o que os tornam tão relevantes, quem são os influenciadores digitais e quais as possibilidades de usar a influência deles como estratégia de marketing a seguir!

Por que investir em influenciadores digitais?

O uso da estratégia de marketing de influência tem se tornado uma importante forma de alcançar público. Isso porque os influenciadores são uma das formas mais diretas e confiáveis de se chegar aos consumidores.

De acordo com os dados coletados na pesquisa Influence Impact Report 2017, da Allison+Partners, 35% dos seguidores de influenciadores digitais confirmam já terem tomado parte em algum tipo de causa social devido ao conteúdo dessas pessoas.

Já a pesquisa Global Trust in Advertising realizada pela Nielsen no ano de 2015 constatou que 83% dos seguidores e potenciais clientes confiam em indicações feitas por quem conhecem, seguem e admiram, inclusive, mais que em propagandas ou outras formas de contato com produtos e serviços.

Também o The share millennials insights project, ao analisar dados, percebeu que 91% dos Millennials acessa novos conteúdos em feeds de sites e redes sociais, como o Instagram, Facebook, Twitter, ou seja, locais em que se têm contato direto com os influenciadores digitais.

Por sua vez, o Google Insights calculou que 70% dos adolescentes que utilizam o YouTube conectam-se mais com os influenciadores do que com as celebridades.

Isso indica que essas pessoas passaram a ter papel ativo na decisão dos consumidores e elevaram a posição de produtores de conteúdo a uma profissão rentável e estilo de vida.

Mais likes é igual a mais influência?

Em primeiro lugar, para fazer certo na utilização do marketing de influência, precisamos entender que não necessariamente o influenciador com mais likes ou mais seguidores é o ideal para sua campanha. Os influenciadores — especialmente os chamados microinfluenciadores — atuam em nichos, ou seja, se direcionam a um público específico.

Para sabermos efetivamente o potencial de um influenciador digital devemos verificar o desempenho dele em três aspectos: alcance, relevância e ressonância.O alcance pode ser definido pela quantidade de seguidores de um desses profissionais. É a métrica mais fácil de se verificar, pois basta saber quantas pessoas o seguem. No entanto, ela não dá muitas informações sobre a qualidade da influência.

Portanto, mesmo os números sejam altos, se não houver interação e engajamento, não terá ressonância — conceito que está ligado ao quanto o influenciador consegue criar relações com o público, o impacto de seus posts, vídeos, opiniões e o engajamento que gera.

Tomemos o exemplo de uma empresa que trabalha com nutrição esportiva. Entre uma nutricionista com 100 mil seguidores que prega uma dieta saudável e equilibrada com a aceitação do próprio corpo e uma musa fitness com 40 mil seguidores, a última pode ser uma melhor opção, pois atingirá um público mais específico e disposto a consumir o produto da empresa.

Cada segmento de mercado deve ser considerado em suas diferentes áreas, para que se possa investir em um marketing de influência que alcance os objetivos e se relacione melhor com os potenciais clientes.

Quais as vantagens de se aliar aos influenciadores digitais?

Os influenciadores digitais possuem credibilidade, confiança e autoridade com o público. São, afinal, formadores de opinião que produzem conteúdo de interesse e atrativo. Hoje em dia, essa é considerada a profissão do momento, já que muitas vezes a capacidade de lidar e se conectar com o público supera a influência de celebridades, marcas consagradas e os veículos de mídia clássicos.

Ao se utilizar dessa credibilidade, uma empresa ou marca pode alcançar um público-alvo já predisposto a considerar a opinião do influenciador como confiável. E, como seres humanos, tendemos a crer que aqueles que conhecemos e admiramos nos farão boas recomendações.

Além disso, o marketing de influência possui um retorno rápido, imediato e quantificável, o que facilita a medição de indicadores que possam conferir sua efetividade. Quando bem utilizado, ele é uma poderosa arma dentro do marketing digital, capaz de potencializar a sua presença online.

Ou seja, um influenciador digital que tenha alto desempenho em alcance, ressonância e relevância se poderá se mostrar como um caminho ideal para alcançar determinado segmento de público.

Como usar um influenciador digital?

A forma de se aliar aos influenciadores digitais depende muito do desempenho deles e do tipo de ação de marketing planejada. Ao se utilizar de uma ação de marketing de Awareness, por exemplo, pretende-se que haja uma divulgação e conhecimento geral do público sobre a empresa, seus produtos e serviços. Assim, oferecer produtos grátis e vantagens a eles pode ser uma forma de aumentar o reconhecimento do negócio.

Já quando se utiliza uma ação de branding, pretende-se criar com o consumidor um relacionamento direto com a marca, por meio de experiências. Desse modo, utiliza-se o influenciador como intermediário para criar uma relação com o público e proporcionar uma experiência positiva ao usuário.

Também é possível utilizar a confiança e credibilidade dos influenciadores digitais para ações específicas, usualmente focadas sobre um segmento específico, que pode ser geográfico, temático, etário, étnico, social etc. Essas ações requerem uma participação mais intensa, mas costumam ter maior apelo de vendas.

Dentro do e-commerce, os digital influencers costumam indicar sites de compra, focar em propagandas da loja virtual e sugerir produtos que gostaram aos seus seguidores .

Como se pode perceber, os influenciadores digitais chegaram para ficar, possuem a credibilidade e confiança do público e podem se mostrar uma excelente estratégia para disseminar e engajar consumidores com sua loja virtual.

Além de utilizar influenciadores digitais, existem muitas outras estratégias de marketing digital que seu e-commerce pode utilizar. Para ficar por dentro, assine nossa newsletter!

LIGUE 47 3055-2655

Fale com um especialista

icone whatsapp Glaucia

Luana

Chat direto clicando no ícone

Cadastre seu e-mail e fique atualizado sobre boas práticas de e-commerce. SEM SPAM 🙂

site-seguro
plataforma-workconnection
google-safe-browsing

Rua Emmerich Ruysam, 214 - Sala 03- Vila Nova  - Jaraguá do Sul - SC
Todos os direitos Reservados ©2018