O que sua empresa precisa para se tornar uma máquina de vendas online?

por | 07/02/2018 | vendas

Não existe uma fórmula mágica para que uma empresa atinja bons resultados. Esse é um caminho que requer esforço, uma boa relação com fornecedores e estratégias de captação e relacionamento com o público. Por isso, no post de hoje vamos listar algumas dicas e técnicas que podem tornar sua empresa uma máquina de vendas online. Acompanhe!

O que é uma máquina de vendas online?

Uma máquina de vendas online nada mais é do que uma estrutura de processos e ações, que tem como objetivo permitir que a empresa cresça por meio da captação constante de leads. Essa estrutura pode ser definida por três características:

  1. escalável, uma vez que oferece meios do negócio crescer e se manter sustentável.
  2. previsível, pois o controle dos mecanismos é essencial, assim como obter dados sobre os pontos de alavancagem e taxas de conversão.
  3. lucrativo, já que cada cliente deve gerar um retorno maior do que os custos para captá-lo.

Como criar uma máquina de vendas online?

Inicialmente, é preciso alinhar as metas e os objetivos com as necessidades do negócio e do público-alvo. É necessário, também, desenvolver estratégias consistentes e capazes de garantir os três pontos supracitados.

A princípio, isso pode parecer trabalhoso, mas se você quer aumentar a presença da sua marca online, ser competitivo e ter mais lucratividade, é necessário investir e ter paciência. Vamos aos tópicos de destaque:

1. Pesquise o mercado de atuação e o público-alvo

A pesquisa do mercado e do público é fundamental para evitar achismos e tomar decisões assertivas. Para conhecer melhor o seu mercado e o seu cliente, você pode começar utilizando ferramentas que registrem e meçam os dados de navegação dos seus consumidores.

O Google Analytics, por exemplo, permite visualizar as estatísticas de visitação do site, o caminho que o usuário percorreu, o tempo que ficou em cada página, além dos dados geográficos do usuário. Com essas informações é possível identificar o perfil dos clientes que possuem interesse nos seus produtos e serviços.

É importante, também, definir as personas. Elas são interpretações semi-fictícias de consumidores ideais para o empreendimento. Entre as características que podem ser descritas estão: idade, gênero, ocupação, renda, grau de instrução, hábitos, etc.

Procure também analisar a concorrência. Elabore questionários e desenvolva ferramentas que possam auxiliar no entendimento do seu negócio e do nicho, no qual ele está inserido.

2. Elabore processos internos dinâmicos

Sem processos organizados e bem definidos, dificilmente a empresa terá bons resultados. As companhias precisam estar preparadas para as adversidades, evitando assim perda de tempo e desgastes. Continue a leitura e veja algumas sugestões!

Organize e capacite sua equipe

Possuir uma equipe capacitada pode ser um fator crucial para o crescimento do seu negócio. Para isso, a empresa deve sempre investir para que seus funcionários desenvolvam suas competências técnicas e habilidades comportamentais.

Além disso, é imprescindível organizar sua equipe de forma estratégica, identificando possíveis habilidades e dificuldades de cada empregado. Lembre-se que os seus funcionários são como embaixadores da sua marca.

Tenha o controle de tudo

Para conseguir organizar os processos internos, é fundamental controlar tudo o que se passa dentro do ambiente organizacional, tornando indispensável o uso do CRM (Customer Relationship Management). O termo se refere a um conjunto de práticas e estratégias de negócio, que permitem você gerenciar e analisar as relações com os clientes, entender suas necessidades, além de aumentar as vendas.

Fique por dentro das novidades tecnológicas

Um negócio online precisa sempre se adaptar à realidade do mercado e às novas necessidades dos consumidores. Para isso, os empresários devem ser proativos e utilizarem as novas tecnologias em seu benefício.

Além de oferecer um diferencial competitivo, essa atitude permite que a sua empresa se antecipe frente a concorrência e se posicione no mercado como uma marca que sempre busca inovação.

Fique atento aos feedbacks do cliente

Ouvir o cliente pode ser muito revelador, pois é possível identificar falhas que, quando solucionadas, se traduzem em vendas. Daí a necessidade de criar mecanismos que estimulem o público a te dizer o que ele espera e precisa. Dessa forma, a empresa consegue aperfeiçoar o funil de vendas, treinar a equipe e desenvolver melhorias nos processos.

3. Apresente um site responsivo e amigável

De acordo com o E-bit, 24,6% das vendas realizadas no primeiro semestre de 2017 foram feitas a partir de smartphones. Em relação ao mesmo período de 2016 o aumento foi de 56,2%. Essa mudança nos hábitos de consumo requer atenção, principalmente no uso de layout responsivo, capaz adaptar um conteúdo aos diferentes tamanhos de telas.

A aparência e a facilidade de navegação do site são, de certa forma, um reflexo da sua marca e dos seus produtos. Portanto, é necessário que o site seja acolhedor, de fácil navegação e seguro. Para isso, é importante:

  • simplificar os elementos para não desviar o foco do usuário;
  • tornar as ferramentas de busca e botões visíveis;
  • escolher fontes padronizadas e que se encaixem no perfil do site;
  • possibilitar que o usuário volte a página inicial com um clique.

4. Diversifique as estratégias de marketing

Algumas abordagens podem ser intensificadas para alcançar um resultado mais efetivo nas vendas. Entre as opções mais interessantes estão:

Inbound marketing

A metodologia se baseia na geração de conteúdo para a atração e maior aproximação dos consumidores.

E-mail marketing

De acordo com a pesquisa realizada com mais de 7 mil empresas, 57% das companhias adotam a prática por ser uma oportunidade de nutrir o relacionamento com clientes.

Redes sociais

Permite conversar, responder questionamentos de clientes, aumentar a presença da marca no meio digital, além de vários outros benefícios.

Anúncios nos buscadores e redes de display

Os anúncios nos buscadores e em sites que fazem parte da rede de displays do Google, por exemplo, permitem criar campanhas competitivas e que trazem bons resultados.

Advocate marketing

Essa estratégia tem como objetivo identificar e mobilizar os chamados advogados da marca. Essas são pessoas que confiam na proposta do seu negócio, aderem facilmente aos seus esforços de marketing, falam bem da sua marca nas redes sociais, e consequentemente, trazem novos clientes para a empresa.

5. Acompanhe as métricas do negócio

Com a definição e o monitoramento das métricas relevantes para seu empreendimento, é possível identificar acertos e falhas, corrigir possíveis erros, aperfeiçoar campanhas de marketing e tomar decisões fundamentadas.

Em linhas gerais, as métricas precisam ser relevantes e mensuráveis. CAC (Custos de Aquisição de Clientes), taxa de abandono de carrinho e taxa de conversão são alguns exemplos de indicadores. Sem as métricas e uma constante busca por melhorias, dificilmente o seu negócio se tornará uma máquina de vendas online.

Gostou do post? Então siga nossa fanpage para ver mais conteúdos interessantes!

Aprenda a gerenciar as finanças do seu e-commerce

Aprenda a gerenciar as finanças do seu e-commerce

Gerenciar um negócio virtual, assim como um negócio físico, requer cuidados em uma série de atividades. Para ter sucesso, é fundamental que o empreendedor se atente ao atendimento, à qualidade dos produtos vendidos, aos prazos de entrega e,...

ler mais

LIGUE 47 3055-2655

Fale com um especialista

Ani

Chat direto clicando no ícone

Glaucia

Chat direto clicando no ícone

Rua Emmerich Ruysam, 214 – Sala 03- Vila Nova  – Jaraguá do Sul – SC
Todos os direitos Reservados ©2018

Rua Emmerich Ruysam, 214 – Sala 03 – Vila Nova  – Jaraguá do Sul – SC
Todos os direitos Reservados ©2018
Termos & Condições de Serviço

× Fale Conosco