Práticas comerciais: onde você não pode errar?

por | 15/01/2018 | ecommerce

Administrar um negócio é desafiador, seja virtual ou tradicional. Para que a empresa proporcione o lucro desejado, é necessário que o empresário seja organizado e possua planejamento no curto, médio e no longo prazo, com metas e objetivos muito bem definidos. Isso evita práticas comerciais que atrapalham o bom andamento do empreendimento.

Para facilitar o diagnóstico e a correção dessas práticas comerciais, separamos 6 práticas que ocorrem com frequência em e-commerces dos mais variados portes e ramos. Não deixe que isso aconteça com a sua loja virtual e colha bons frutos no futuro!

1. Errar no cadastro de produtos

Em uma loja física, quando um cliente entra no espaço o vendedor faz a abordagem, pergunta o que a pessoa deseja, oferece e descreve o produto usando técnicas de persuasão para convencê-la de que aquele item é o que ela precisa. Em uma loja virtual, o processo de venda é todo feito pelo próprio cliente, sem um vendedor tentando convencê-lo de finalizar a compra — essa função será da descrição do produto.

Portanto, tenha bastante cuidado com esse item. É importante mencionar todas as características da mercadoria nos mínimos detalhes. Aproveite para elaborar um texto persuasivo para levar o cliente a efetuar a compra. Por último, não copie as descrições de outro site que vende o mesmo produto, pois corre-se o risco de copiar os erros também, além de atrapalhar o SEO do seu site.

2. Não ter uma campanha de marketing

Novamente fazendo analogia ao comércio tradicional, quando um comerciante abre uma loja física, para que consiga vender bem e obter lucro, ele precisa ter muito mais do que produtos de qualidade com bons preços: é preciso divulgar o negócio para que o seu público conheça a sua loja, visite e compre.

Na loja virtual é a mesma coisa. Caso você não invista em campanhas de marketing, a sua loja virtual será apenas mais uma no meio de milhares. Portanto, é necessário diferenciar o seu e-commerce dos demais e mostrar as suas vantagens para o seu público.

Mesmo depois de adquirir um número de clientes que permite um lucro satisfatório, jamais deixe de investir em marketing — dessa vez para fazer a manutenção do negócio em estabilidade. Pense que o cliente é constantemente bombardeado por propagandas o dia todo. Assim, você precisa manter a presença da sua empresa na mente do cliente ou ele passará a comprar em outro lugar.

3. Usar uma plataforma incompatível com a necessidade da empresa

Essa é uma das práticas comerciais erradas que mais geram problemas futuros. Para que você não caia nessa, é importante fazer o planejamento detalhado do seu negócio, como falado no início do post. Ao planejar, você estabelecerá as características detalhadas que a sua loja virtual deverá ter. Com base nisso, ficará mais fácil buscar uma plataforma que atenda corretamente a essa demanda.

É como procurar um ponto comercial ideal ao abrir uma loja física. Antes de definir o local você não pensa nas características que o comércio deverá ter, como tamanho, espaço para vitrine, padrão de acabamento e localização? Na loja virtual é a mesma coisa. É necessário saber o que deseja para escolher a plataforma que acomode corretamente a sua empresa.

4. Precificar incorretamente

Caso a sua loja virtual tenha uma quantidade interessante de visitantes, mas as vendas não estejam decolando, um dos problemas pode ser nos preços praticados. Definir preços para os seus produtos é uma tarefa bastante complicada, e precisa ser feita com muito critério.

O preço de um produto precisa cobrir o valor de compra da mercadoria mais as despesas relacionadas a ela e a margem de lucro desejada. Não adianta querer cobrar um valor muito baixo para conquistar clientes e ter prejuízo — nem muito alto, a ponto de assustá-los.

O ideal é conhecer o público, bem como suas necessidades e seus desejos. Também é importante saber o quanto os seus concorrentes estão cobrando por produtos similares para adotar uma estratégia de preços.

5. Utilizar um checkout confuso

Pense na seguinte situação: uma pessoa descobre o seu site em meio a tantos outros e encontra o produto desejado por um bom preço. Depois de analisar a descrição, se convence de que é tudo o que procurava e resolve comprar da sua loja virtual. Na hora de efetuar o pagamento, o checkout pede tantas informações de cadastro em mais de uma tela e o cliente desiste da compra. Concorda que você perdeu um cliente por bobeira?

Isso acontece mais do que você imagina! A hora do pagamento é um momento muito delicado na venda online. O consumidor precisa se sentir à vontade para informar seus dados pessoais e do cartão de crédito. Portanto, qualquer deslize pode custar a perda da venda.

Portanto, essa é uma das práticas comerciais que exigem mais cuidado no seu e-commerce. Busque sistemas de pagamento que sejam práticos e que inspirem confiança. Faça um teste e se coloque no lugar do consumidor para saber se você mesmo compraria na sua loja.

6. Não mensurar o negócio

Sem monitorar o funcionamento da sua loja é impossível saber se o negócio está no caminho certo. Não dá para contar apenas com a intuição: uma empresa prospera apenas quando o administrador possui informações corretas sobre o empreendimento para poder tomar as melhores decisões.

A vantagem da loja virtual sobre a física é que praticamente tudo que se faz na primeira é por meio da plataforma, gerando registros. Isso permite montar relatórios para medir o desempenho do negócio. São as chamadas métricas, que você precisa acompanhar constantemente.

Com essas informações você conseguirá descobrir onde estão os pontos fortes e fracos do seu negócio e, assim, tomar as atitudes necessárias para corrigir as falhas e maximizar os pontos fortes. Alguns exemplos de métricas que são importantes acompanhar: taxas de conversão, de rejeição e de abandono de carrinho, ticket médio e ROI.

Outro cuidado importante é medir apenas o que é essencial para o seu negócio. Como tudo é registrado, algumas métricas não possuem relevância para a sua empresa e acabam levando a uma imagem distorcida da realidade. Um exemplo é o grande número de curtidas no Facebook sem que isso esteja convertendo em vendas.

Neste momento você deve ter percebido que existem práticas comerciais que demandam muita atenção para que o seu negócio virtual prospere, mas deve ter notado também que os e-commerces possuem muitas ferramentas que auxiliam o empreendedor na busca pelo sucesso. Quer ficar por dentro dessas soluções para administrar melhor a sua loja virtual? Então curta a nossa página no Facebook!

Aprenda a gerenciar as finanças do seu e-commerce

Aprenda a gerenciar as finanças do seu e-commerce

Gerenciar um negócio virtual, assim como um negócio físico, requer cuidados em uma série de atividades. Para ter sucesso, é fundamental que o empreendedor se atente ao atendimento, à qualidade dos produtos vendidos, aos prazos de entrega e,...

ler mais

LIGUE 47 3055-2655

Fale com um especialista

icone whatsapp Glaucia

Luana

Chat direto clicando no ícone

Cadastre seu e-mail e fique atualizado sobre boas práticas de e-commerce. SEM SPAM 🙂

site-seguro
plataforma-workconnection
google-safe-browsing

Rua Emmerich Ruysam, 214 - Sala 03- Vila Nova  - Jaraguá do Sul - SC
Todos os direitos Reservados ©2018