Você sabe como se prevenir contra as fraudes digitais?

por | 09/03/2018 | marketing digital

Montar uma loja virtual requer muito planejamento e dedicação. Após cadastrar os produtos, configurar o layout, formas de pagamento, frete e colocar a loja no ar, o empresário precisa ficar atento às fraudes digitais. Infelizmente, com o aumento das compras online, esse tipo de situação vem se tornando cada dia mais comum. Por isso, o lojista deve estar preparado.

A segurança é fundamental para o sucesso de um e-commerce, afinal, todo o investimento de tempo e dinheiro para criar e publicar a loja pode ser ameaçado por uma invasão ou fraude nas compras.

Para ajudá-lo a deixar seu e-commerce mais seguro, preparamos então uma lista com as principais formas de evitar que essas fraudes digitais aconteçam. Confira!

Estabeleça políticas de segurança

Uma das primeiras ações para prevenir fraudes digitais é criar políticas de segurança. Primeiro você precisa compreender qual sua margem de ticket médio. Feito isso, você consegue definir uma para cada faixa de valor de compra.

Uma venda com ticket alto requer mais atenção, afinal, o prejuízo pode ser bem maior que uma venda com ticket baixo. Cada e-commerce tem suas particularidades, por isso é importante definir essas regras de acordo com a sua necessidade e realidade.

Exija senhas fortes

É muito comum as lojas online não controlarem o cadastro de logins e senhas dos consumidores. Nesse caso, muitas vezes, para não perder tempo com o cadastro, o cliente escolhe qualquer senha simples, abrindo espaço para os golpistas.

O ideal é exigir senhas fortes, dificultando assim as ações de pessoas mal-intencionadas. Quanto mais forte e complexa for a senha criada pelo cliente, maior será a dificuldade para invadir a sua loja virtual.

Não existe uma regra, mas você poderá estabelecer algumas. Por exemplo, exija que a senha tenha no mínimo 8 caracteres, mesclando entre números e símbolos ou letras maiúsculas e minúsculas.

Utilize certificados digitais

O uso dos certificados digitais é essencial na prevenção de fraudes digitais. Se você não sabe do que se trata não se preocupe. Você provavelmente já reparou que, em alguns sites, existe um cadeado e o termo HTTPS na barra de navegação. Isso significa que esse site possui um certificado SSL (Secure Socket Layer) instalado.

Muitos consumidores já reconhecem isso e identificam que o site é seguro para realizar compras. Nem precisamos falar que um ambiente seguro gera mais vendas.

O certificado assegura que as informações fornecidas pelo cliente durante a compra, sejam criptografadas. Ele possui algumas modalidades diferentes, que podem mudar de acordo com a necessidade de cada lojista. Confira:

SSL Simples: criptografa as informações fornecidas no site e protege os dados do consumidor.

SSL EV: criptografa e valida os dados da empresa. Além disso, ativa a barra verde no endereço, indicando ao cliente que aquele ambiente é seguro.

SSL Wildcard: indicado para quem tem muitos subdomínios.

Use um scanner de vulnerabilidades

Identificar as falhas do código e corrigi-las a tempo é uma ótima forma de prevenir fraudes digitais. Usar um scanner de vulnerabilidades na loja virtual pode ser uma ótima solução.

Um scanner de vulnerabilidades permite que o lojista identifique brechas na segurança e consiga corrigi-las a tempo, evitando que ocorram invasões e prejuízos. Essa verificação ocorre geralmente em 3 partes: infraestrutura, network e web application.

Esse scanner acessa a loja virtual como se fosse um usuário querendo comprar. Assim, ele consegue detectar vulnerabilidades no código que poderiam ser exploradas em eventuais ataques. Além disso, esse tipo de ferramenta gera um relatório das falhas e sugere maneiras de contenção e correção dos problemas identificados.

Contrate um intermediador de pagamento

Os intermediadores de pagamento são uma ótima forma de prevenção de fraudes no e-commerce, afinal, eles ficam responsáveis pelo sistema antifraude. São indicados principalmente para as pequenas e médias empresas, pois oferecem várias opções de recebimento.

O intermediador, como o próprio nome diz, faz o meio de campo entre o lojista, cliente e o adquirente (operadoras de cartão de crédito etc.). A operação é bem simples, o intermediador recebe o pagamento e depois transfere o valor para o lojista, com descontos relativos à venda.

Monitore as compras

Monitorar as compras do cliente é uma forma eficaz de reduzir as fraudes. Quando você avalia o comportamento de compra do consumidor, você consegue identificar padrões. Se uma compra sai desse padrão, já é motivo para investigar.

Por exemplo, você tem um e-commerce com a temática pet. Você já conhece o padrão de compra de seus clientes. Quando um usuário coloca uma quantidade significativa de produtos ao carrinho, ou produtos com um valor agregado, você deve desconfiar e analisar o risco dessa venda.

Outro ponto que pode ser observado é a escolha do frete. Às vezes, o produto escolhido não gera o alerta, mas na hora de selecionar o frete sim. Em alguns casos, os fraudadores escolhem as formas de entregas mais rápidas e consequentemente mais caras, mesmo tendo a opção de frete grátis. Fique atento a essas situações e evite fraudes digitais.

Conte com uma plataforma de alta qualidade

Por fim, não podemos esquecer de um item fundamental: a plataforma de e-commerce. Contar com uma plataforma de qualidade é essencial para a saúde financeira de qualquer loja virtual.

Uma plataforma completa deve conter alguns requisitos, como ter total controle dos servidores e garantir a segurança dos dados. Ela deve monitorar a loja 24 horas, garantindo maior eficiência e performance e evitando que sua loja fique fora do ar, por exemplo. Isso é fundamental pois oferece estabilidade nas compras e interfere diretamente na experiência do usuário.

Não existe um tipo de sistema antifraude ideal, afinal, isso vai depender muito do seu modelo de negócio. É preciso analisar a sua realidade, a quantidade de vendas e ticket médio, o tipo de produto vendido etc.

Outro fator a ser observado é a capacitação de sua equipe, afinal, de nada adianta ter um sistema de segurança completo se internamente a equipe não estiver preparada para lidar com as mais diversas situações relacionadas à fraude.

Ter uma política de segurança bem definida será fundamental para que seu cliente se sinta seguro no momento da compra. Disponibilize em sua loja essas informações para que ele possa identificar que está navegando em um ambiente totalmente seguro.

Fique atento e monitore as compras, selecione o sistema antifraude que ofereça o melhor custo-benefício, e nunca ache que segurança é demais se tratando de fraudes digitais.

Gostou do artigo e quer ter acesso a mais textos como este? Então assine a nossa newsletter e receba todas as novidades de conteúdo em primeira mão, diretamente pelo e-mail!

Aprenda a gerenciar as finanças do seu e-commerce

Aprenda a gerenciar as finanças do seu e-commerce

Gerenciar um negócio virtual, assim como um negócio físico, requer cuidados em uma série de atividades. Para ter sucesso, é fundamental que o empreendedor se atente ao atendimento, à qualidade dos produtos vendidos, aos prazos de entrega e,...

ler mais

LIGUE 47 3055-2655

Fale com um especialista

icone whatsapp Glaucia

Glaucia

Chat direto clicando no ícone

Cadastre seu e-mail e fique atualizado sobre boas práticas de e-commerce. SEM SPAM 🙂

site-seguro
plataforma-workconnection
google-safe-browsing

Rua Emmerich Ruysam, 214 - Sala 03- Vila Nova  - Jaraguá do Sul - SC
Todos os direitos Reservados ©2018